sábado, 9 de maio de 2009

Quarteira - «Forte Novo ou da Armação» é desclassificado, por ter sido destruído pelo mar!!!

Artigo 3.º

Desclassificação

«É desclassificado, por ter sido destruído pelo mar, o «Forte Novo ou da Armação», que se situava a cerca de 2 km a sudoeste da ribeira de Quarteira, na freguesia de Quarteira, município de Loulé, distrito de Faro, e que havia sido classificado, como imóvel de interesse público, pelo Decreto do Governo n.o 735/74, de 21 de Dezembro.»

No Decreto n.o 2/96 de 6 de Março em Diário da República surge este artigo 3.º. A epigrafe «Desclassificação» é sinónimo daquilo que tem acontecido ao nosso património histórico. Logo, devem de ser apresentadas mais e novas soluções para esta questão vital para a cidade. Peço às associações, fundações e à pessoa individual que se tiverem documentação antigas, objectos arqueológicos ou até fotografias antigas etc... Que entrem em contacto comigo através do Quarteira XXI, porque meus amigos está-se a perder muito e algum dia nós Quarteirenses não sabemos quem somos.
O Forte foi exemplo da nossa passividade e desconhecimento para com estas questões, logo é importante educar hoje para preservar amanhã!

5 comentários:

João Gama disse...

Muito bom o post, algo tem que ser feito de forma a que nao possamos perder estes artefactos historicos.

Anônimo disse...

se formos ao google earth ainda conseguimos ver 3 ou 4 pedaços do forte

João Santos disse...

Obrigado pela dica, vou averiguar.

CRF disse...

O Forte Novo é um exemplo de como nesta freguesia se trata o património e património que serviu quase até à queda,foi posto da Guarda Fiscal até deixar de oferecer condições de segurança,mas não é caso único porque as salgadeiras romanas do loulé velho tiveram o mesmo fim.

Quetzalcoatle disse...

foi devorado pelo mar prq simplesmente roubaram a praia que tinha á sua frente, um roubo á cara podre em frente às nossas barbas com cara de gozo, ainda me interrogo cm é possivel roubarem praticamente 3km de areal e depositar noutro local(falesia) sem ninguem reclamar...