domingo, 2 de agosto de 2009

Festa do Pontal do Calçadão de Quarteira

"A tradicional Festa do Pontal, organizada pelo PSD/Algarve, irá realizar-se no próximo dia 14 de Agosto de 2009, às 20 horas, no Calçadão de Quarteira. O vice-presidente do PSD, José Aguiar Branco (foto ao lado), convidado de honra deste ano, e Mendes Bota, líder do PSD/Algarve, farão os discursos finais, depois da intervenção de vários dirigentes locais e regionais do partido.

Durante o evento, serão chamados ao palco os 116 cabeças de lista do PSD às Assembleias de Freguesia, Assembleia Municipais e Câmara Municipais do Algarve, bem como os candidatos à Assembleia da República pelo Círculo Eleitoral de Faro.

A Festa do Pontal, que se iniciou em 1975, continua a ser um ponto de encontro de social-democratas de todo o país, em gozo de férias no Algarve, mas regista hoje uma evolução qualitativa desde que em 2005 se mudou para o Calçadão de Quarteira.

Além do jantar servido à mesa, haverá animação a cargo dos TGV SAX e do projecto musical “Fado e Não Só”.
in, Jornal Voz de Quarteira, Agosto de 2009
...................................................................

Quarteira mais uma vez é palco para esta tradicional festa social-democrata, dado a proximidade de eleições os discursos fazem-se adivinhar.

12 comentários:

Anônimo disse...

Curioso o facto de o PSD escolher uma obra de enorme relevância para Quarteira levada a cabo por Joaquim Vairinhos, como o Calçadão, para realizar este evento. Sinal que afinal o homem a quem chamam do passado, é afinal alguém que sempre esteve com os olhos postos no Futuro. Esta festa do PSD é o reconhecimento indirecto disso mesmo!

Fernando

João Santos disse...

Contudo, os seus olhos postos no futuro fizeram com que a Esplanada Quarteirense - património cultural - fosse destruída e substituída por algo futurista que tenta apresentar um cariz funcional.
Sempre a pensar no futuro em detriorimento do passado, aquilo que mantém a nossa memoria cultural enquanto povo de Quarteira.

Como estudante de Património Cultural e Quarteirense... Não perdoo o que foi feito à Esplanada.

Anônimo disse...

Mas João Santos a Esplanada de Quarteira era um largo com um palco tipo caixote sem a menor graça. É que se fosse uma obra de mérito ainda vá lá mas aquilo. E além disso ainda é tempo de fazer uma esplanada em Quarteira com condições agora que a Câmara tem dinheiro a rodos ( nosso claro). Desde que haja vontade é sempre tempo. Quando não há imaginação podem correr séculos.

Anônimo disse...

Também concordo que a actual Praça do Mar foi um projecto infeliz de Joaquim Vairinhos, nomeadamente a questão da antiga Esplanada. Mas esse é um erro que o próprio Joaquim Vairinhos hoje admitirá certamente.

Agora, eu também como quarteirense, não perdoo o tão pouco que foi feito na minha cidade nestes últimos 8 anos.

Também não perdoo o facto de o actual Presidente considerar publicamente como grandes marcos do seu mandato rotundas e respectivas decorações e iluminações. E ainda por cima afirmar que foi o "melhor" Presidente de sempre no Concelho e o "grande amigo" de Quarteira.

O João, agora como membro do «Feudo» Laranja (também podia ser o Feudo Rosa) pode estar condicionado a não querer «ver» publicamente, a inverdade de tal afirmação e a falta de Visão do actual Presidente. Agora eu não!

Como «cabeça pensante» e Quarteirense....Não perdoo estes últimos anos para Quarteira!

Fernando

João Santos disse...

Somente pretendi dar a entender que, durante a administração de Joaquim Vairinhos um espaço de grande importância cultural/histórica para os Quarteirenses, fora destruído para construir algo sem graça como a Praça do Mar. Que um dia terá que ser reabilitada de modo a torna-se numa praça no verdadeiro sentido da palavra e não um monte de obstáculos como é neste momento.

Lembro-me desse espaço e de lá ter estado. E para terem uma noção daquilo que foi destruído, é como se deitassem abaixo o edifício Duarte Pacheco em Loulé.

João Santos disse...

Não estou condicionado pela minha cor partidária, porque acima de tudo sou Quarteirense e quero sempre mais e melhor para a minha freguesia. Contudo, existem situações em que os Quarteirenses poderiam ter uma voz mais activa e o certo é que isso não se passa.
Quem sabe se fossemos mais "unidos" as coisas pudessem correr melhor.
Porque quando me dizem: "os piores inimigos de Quarteira, são os filhos de Quarteira" penso que se esteja a falar da sua passividade para com as questões politicas que acabam por influenciar o nosso dia-a-dia. É pena que só se faça as retrospectivas no final de 8 anos.
Mas esteja descansado e acredite no futuro e de uma nova geração que ai vem, porque durante e depois destes próximos 4 anos muita coisa irá mudar.

Anônimo disse...

concordo com o que dizes sobre a esplanada mas agora nao me venhas dizer que o seruca ama quarteira, se ele gosta assim tanto de quarteira porque é que ele vai tirar o parque de campismo para construir blocos, ha ja para nao falar que estao a tentar secar o almargem para construirem mais blocos.

ps: se nao fosse o vairinhos a costruir a praça do mar, que ainda tem remedio secalhar o seruca tinha construido ai algum predio.

Anônimo disse...

GRanda disparo!
Xuxas do yô-yô ao ataque!

Anônimo disse...

Vairinhos vai prometer tudo e mais alguma coisa. Querem empregos? Peçam ao Vairinhos! Quem obras á porta de casa? Peçam ao Vairinhos. Ela agora promete tudo. Até prometeu emprego a um tipo que não sabe ler... como empregado de escritório. Se há 20 anos ele pos 1000 pessoas na camara, agora mete mais mil. É o reino da anedota no seu melhor!

Anônimo disse...

Soú funcionária da Câmara e é mentira que o Vairinhos pôs 1000 funcionários na Câmara no tempo em que foi Presidente. Quando de lá saíu a Câmara tinha 800 funcionários. Agora tem 2000 (incluindo as Infras...). Isso é que é um abuso! Parabéns Vairinhos pela tua lista. Os nomes que puseste nos primeiros lugares são de pessoas "limpas", competentes e que irão dar sangue novo àquela enorme casa que é a CML. Eu voto em ti, sem dúvida.
Zé da Esquina

Anônimo disse...

A Praça da Mar tem uma galeria com esposições de arte.
Mas o que é issso de arte e de exposições quando comparado com um palco de bifanas.
O património cultural não qualquer fachada velha. O património tem que ter valor cultural especial que manifestamente a esplanada não tinha. Lembram-se?

João Santos disse...

O grande espaço de reunião em Quarteira a seguir ao Casino Velho na Rua Vasco da Gama. Um local que vem mencionado em jornais desde de 1930 como a "Grande Esplanada Quarteirense", onde ocorriam grandes espectáculos. Um dos último vestígios daquilo que nos ligava ao passado! Tinha valor cultural especial e a sua destruição só contribuiupara a pobreza da memoria cultural Quarteirense.
Um dia destes vou ao Arquivo em Loulé e vou pesquisar acerca da esplanada, porque esta vem mencionada com grande frequência em jornais de 1930, só é pena não existir fontes mais antigas que falem da mesma.

Contudo chama aquilo uma "fachada velha", pense além da fachada velha e tente compreender o verdadeiro significado que aquele espaço teve para os Quarteirenses e que agora se encontra envolto em mantos de saudade e presar por terem deixado destruir aquele espaço.