quinta-feira, 25 de junho de 2009

Concorda com a criação de uma Associação para a Defesa do Património Quarteirense?



Primeiro há que ter presente que uma associação de defesa do património deverá ter em conta uma série de tópicos fundamentais. Estes tópicos roçam o estudo e a divulgação do património histórico, a defesa do mesmo, apresentação de propostas que visem a sua recuperação, valorização e promoção de actividades que coloquem a população em contacto com esse património.
Cada vez mais, esta questão deverá ser uma das preocupações dos cidadãos e até uma forma de ser civicamente activo na nossa comunidade. Dai a existência de uma associação deste género poderia quem sabe potencializar em muito o nosso património e oferecer ao residentes uma visão do passado acerca de Quarteira e até quem sabe dar outro tipo de vida ao centro histórico da nossa cidade. Sim! Em Quarteira XXI é usada a designação "centro histórico" e cada vez mais será assim.

16 comentários:

Anônimo disse...

entao que organizemos um grupo

João Santos disse...

Muito bem! Para isso são necessários, nome e contacto de quem se encontra interessado. Até pode começar como um grupo informal e depois torna-se algo mais formal.

Anônimo disse...

joao conta comigo...

garcia 919111096

Anônimo disse...

pose ter que idade para pertencerao grupo.

João Santos disse...

Qualquer idade desde que se tenha vontade é o mais importante!

João Santos disse...

Não tens 96 Garcia?

Anônimo disse...

nao foi o garcia que perguntou

Anônimo disse...

vou falar com o meu grupo de quarteira tal como era, para ver o que eles acham de entrar no grupo

João Santos disse...

Se me facultarem um contacto de email é mais fácil comunicar.

Anônimo disse...

Há grupos e grupos o que é perciso é mata para trabalhar com amor á nosa terra.
DOI/DOI

Anônimo disse...

oque esta naquela imagem da primeira fila que esta enterrado na terra?

João Santos disse...

Isso está situado na Praia do Cavalo Preto e aparenta ser com alguma certeza o pavimento de uma casa.
Porreiro não?

Anônimo disse...

epá conseramente
o que é que quarteira tem de historico??uma meia duzia de coisas!

uma pessoa ja nao pode mudar a fachada de uma casa por que esta casa pertence ao centro historico??

acerio,fogo

eu nao sou de loule,sou quarteirense

João Santos disse...

O património histórico não se cinge unicamente a meia dúzia de casas ao qual não se pode mudar a fachada.
Quarteira é de uma grande riqueza no que toca ao seu património cultural imaterial; lendas, mitos, características linguísticas e material; imóveis, achados arqueologicos terrestres e subaquáticos etc...

A população de Quarteira diz que aquilo que existe é pouco! Mas é por desconhecimento, isso é algo que podemos e devemos mudar.

Essas imagens que mostrei, são uma ínfima parte do que existe.

Anônimo disse...

eu nao concordo com o ultimo anonimo eu tambem sou quarteirençe e de descendencia quarteirence acho que temos de preservar o nosso patrimonio, e pensamentos como tu é que fizeram desaparecer as verdadeiras casas quarteirences que sao as cabanas de junco.

Susana G. disse...

Temos Quarteirenses !
É necessário começar a unir esforço e a sensibilizar as pessoas. O Património Cultural engloba bastantes vertentes que têm em comum a memória e identidade de um conjunto de pessoas. Foi nesse âmbito que se requalificou a Casa dos Pescadores. Qual é o Quarteirense que não fica feliz de ver que o edifício não foi demolido mas que houve vontade em mantê-lo e dar-lhe um novo uso? Eu fico!
Viva Quarteira !