sexta-feira, 27 de março de 2009

Arqueologia - Manhãs de Sàbado Aprazíveis numa Escavação em Loulé!

Hoje decidi romper (novamente) um pouco com a rotina da noticia - comentário e optei por falar acerca do meu hobby nas manhãs de sábado. Participar numa escavação arqueológica em Loulé! Para os amantes da História e da Arqueologia não há melhor para eliminar as pressões acumuladas ao longo da semana. Acaba por ser um modo de convívio, aprendizagem, de relaxamento e acima de tudo(sob a alçada de um arqueólogo), ajudamos a desvendar um pouco mais da nossa História a nível do concelho.  
Logo, é habitual pela manhã sair de Quarteira um grupo de três jovens e uma jovem de Almancil que mais tarde vai nos sempre visitar e assim a coisa começa. Mas! Atenção... Desengane-se quem pensa que é necessário grandes preparos para participar nesta escavação, pois podem deixar o chapéu de Indiana Jones em casa, porque terão que usar um capacete de protecção. 
Embora na nossa cidade os locais arqueológicos sejam escassos, sempre podemos nos dirigir até Loulé e fazer um pouco de voluntariado. Acredito que mais pessoas não optam por esta actividade enriquecedora a todos os níveis, até mesmo nas dores com que ficamos quando acordamos Domingo de manhã, porque desconhecem que existe algo do género no âmbito do concelho.
Se pensarmos que a História de Loulé está intrinsecamente ligada à História de Quarteira e que se completam, é da maior pertinência estudar ambas para que se perceba as questões que levaram os nossos antepassados a situar-se nesses locais e não em outros quais queres.
Tudo vem da terra e tudo volta à terra.
Vamos despertar para esta e outras situações e vamos ajudar a conservar a nossa memória, o nosso património cultural.

4 comentários:

Olivia disse...

ahaha Eu sou a jovem de Almancil e tenho a dizer que as nossas manhãzinhas de sábado são bastante saborosas! E não estamos apenas voltados para a terra. Estamos igualmente voltados uns para os outros, damos uns dedinhos de conversa e fazemos o nosso trabalho de voluntariado com muito gosto. É preciso gostar, sim. Pelo menos o suficiente para aguentar as dorezinhas tal como aqui o colega João referencia. É com muito gosto que faço parte desta mini-equipa de voluntários que partilham o mesmo concelho, o mesmo gosto, a mesma dedicação e o mesmo sonho! Parabéns e obrigada por teres feito referência à minha pessoa =)

PS1: Normalmente não tenho o hábito de fazer comentários a blogs. Mas este não me poderia passar ao lado visto que o assunto também me diz respeito, tal como todos os outros, mas este um pouquinho mais. =P

PS2: Fico igualmente contente por fazeres referência à ligação entre a história de Loulé e à história de Quarteira. Apenas mostra que estás a abrir horizontes e a ouvir quem te aconselha e quem te quer bem.

Ass: Futura Arqueóloga, Olivia =)

suzygama disse...

Concordo com a Olivia, falar de Quarteira sem referir Loulé não faz lá muito sentido, afinal grande parte das primeiras familias de Quarteira vieram da "Vila" e arredores, por muito que isso custe aos mais arreigados quarteirenses.
Um dia destes tenho de experimentar essas dores de costas ;)

João Santos disse...

Muito bem! Estou a ver que temos pessoal para trabalhar. Vamos continuar com este pensamento e pode ser que um dia se consiga fazer algo de muito positivo pelo concelho, no que toca ao seu património cultural.

ssebastiao disse...

Belo texto e belas intenções (estas não são novidade)!
Gostei do contexto envolvente e do "pormenor" do capacete (embora possam não existir em número para todos).
Já agora, sou capaz de estar ausente no sábado de páscoa... família reclama!
Desculpa só agora ter dado pelo post. Bem podias ter avisado.
É muito apreciada a vossa participação nesta actividade cultural voluntária e pode ser a base para um Núcleo (pouco fechado) de Arqueologia em Quarteira ;)