terça-feira, 4 de setembro de 2007

O Charco - Parte IV

Image Hosted by ImageShack.us

Será desta? Semana passada quase que ia de carrinho, tive sorte e não aleijei-me.

12 comentários:

Anônimo disse...

De carrinho ou a pé o que é preciso é que nos vamos safando neste mundo louco de correrias. O Verão está quase no fim e agora é que apetece dar uma saltada a Quarteira ou a outras nossas vizinhas para disfrutar
de um pouco mais de calma e silêncio. António da LOULETANIA.

Carlos Gonçalves disse...

João, depois de ler os teus comentários sobre o "Charco", despertaste-me a atenção e já lá fui dar uma espreitadela.
É incrível a forma de actuação dos serviços camarários.
Aliás, nem sei porque nos surpreendemos. São iguais a si próprior: cambada de incompetentes!
Se não conseguem controlar esse pequeno charco, mas que causa um ENORME desperdício de água, além de poder causar outros prejuízos - quedas, por exemplo, como podem eles governar uma cidade como Quarteira????

João Santos disse...

Só espero, não ser obrigado a colocar "O Charco V"... Depois na rua, quando passam por mim, dizem que gostam muito do blogue mas que eu ligo muito aos pormenores e que sou muito minucioso... Pois meus amigos, é nestes "pormenores" que reside a maior das vergonhas, por serem pormenores que ninguém liga e deixam-se arrastar durante meses.

Pois é amigo Carlos, isto vai aqui uma telenovela de todo o tamanho ehehehe...

Abraços.

Anônimo disse...

Como reparar com esse carro aí estacionado??
Tanta importancia, quem será que mora aki?
Será que não existe outros charcos em Quarteira.
Vem dar uma volta aos prédios onde moro junto da Clinica Central.
Obrigado.

João Santos disse...

Não seja esse o problema, esse charco está à minha porta praticamente. Só que está há mais de um mês e qualquer coisa. Mas sempre posso dar um salto ai perto da Clinica Central.

Abraços.

Anônimo disse...

Então dá um salto à rua sargento Arlindo Viegas (junto à avenida de Ceuta) há um buraco enorme na faixa de rodagem.

João Santos disse...

Como sabem não posso andar a "patrulhar" sempre as ruas de Quarteira à procura de X X X. Agradeço a dica meu caro anônimo.

Quero é esta cena aqui à frente da minha porta resolvida, depois dizem que a água é um bem precioso.

Abraços.

Carlos disse...

Então e a lixeira a céu aberto na Rua da Pernada, do lado da Fonte Santa?

João Santos disse...

Sempre podiam começar a mandar essas dicas para o meu e-mail. Podem encontra-lo no meu perfil.

Abraços.

Sardinhita disse...

Atão e fedor de morrer aí ao pé da tua porta na rua do Marçal da contablidade? Nunca te chegou o fedor.Vai lá e tira um retrato.Parabéns por defenderes Quarteira.

João Santos disse...

Neste momento estou a pensar de que maneira vou conseguir tirar foto a um cheiro. Mas se o amigo Sardinhita conseguir, pois então mande-me para o meu e-mail que encontra-se no meu perfil e eu coloco no blogue.

Seja bem-vindo ao CDA, obrigado pelo comentário.

Cumprimentos.

Carlos gonçalves disse...

O cheiro nauseabundo da rua do escritório do Sr Marçal, é de facto horrível. Quem deveria tomar medidas era o presidente da junta mas ele coitado na tem "cheiros". Calhando nunca lá passou. Ele só anda no carrinho azul da junta e como sabem a rua dos cheiros é pedonal.