domingo, 29 de julho de 2007

Alexandre Figueiredo um Jovem Quarteirense igual a tantos outros!


Image Hosted by ImageShack.us

Fonte: http://oteuestadodealma.blogspot.com/

"Muitas pessoas falam mal do sitio onde eu moro, mas digo-vos já, melhor sitio para viver n tem. Muitos dizem ai abelheira isto, ai abelheira aquilo mas depois vejo-lhes a sair de casa de um amigo meu para casa de outro eheheh.Epa sei que moro no paraíso e dali nunca hei-de sair, por isso vocês que dizem que a abelheira e ma e só ladroes, nada disso existe e só pessoas fixes e de bem e todos unidos em família desde o bairro dos pescadores que foi o nosso primeiro bairro, o nosso primeiro ponto de encontro. Já n digo mais nada…"


Alexandre Figueiredo - Quarteira

in http://oteuestadodealma.blogspot.com/, Quarta-Feira, 25 Julho de 2007
.........................................................................................................................................................................

Lá estava eu nas minhas andanças pelos Blogs, tive que fazer a minha paragem da praxe no blog Blogar na Abelheira e fui dar ao novo blog do projecto Boa Onda que é o "O teu estado de alma" http://oteuestadodealma.blogspot.com/. Encontrei este pequeno e delicioso texto deste jovem, o Alexandre Figueiredo. Começo a pensar que este novo blog poderá tornar-se muito interessante caso consiga-se que os jovens do Bairro da Abelheira coloquem as suas opiniões e desabafos no blog acerca do Bairro e também em relação a alguns assuntos relacionados com Quarteira. No fundo são Quarteirenses e poderiam ser mais interventivos nos vários aspectos da vida Quarteirense.

Mais uma vez o projecto "Boa Onda" encontra-se de parabéns por proporcionar mais um espaço de qualidade na Internet para os jovens do Bairro da Abelheira.

Força!!!

11 comentários:

Anônimo disse...

Opah desculpa la!! Eu nao tenho nada contra abelheira.. acredito k há pessoas más e boas em td o lado mas tb é um exagero ele dizer k la nao ha ladroes..
Se é o caso sempre podem-me devolver a minha maquina fotografica :|

Sei k posso tar a ser mazinha e ate me podem xamar preconceituosa e td.. mas fogoh eu ja vi cenas do pessoal da Abelheira k fikei mesmo xocada!!
Concordo com a iniciativa, ate acho k ja devia ter começado ha muito tempo.. mas agr nao me venham pintar a Abelheira como um "paraiso"..
Se eles kerem serem vistos "com outros olhos" sekalhar tb deveria partir deles agirem de forma diferente!!

Desejo realmente e sinceramente todas as felicidades para o projecto!

O Café da Avozinha disse...

O anônimo não teve uma experiência muito feliz com alguns habitantes do Bairro da Abelheira, tem todo o direito de sentir-se revoltado, mas tem que perceber que são pessoas que vivem em ambientes complicados e que muitas vezes fazem com que não respeitem as regras impostas pela sociedade e respeitem sim as deles. Mas com ajuda do projecto "Boa Onda" acredito que muito poderá ser feito em beneficio do Bairro e dos restantes habitantes de Quarteira. Pena tenho eu que a população não apoie como deveria este projecto.

Abraços.

Hehe disse...

Acho que o problema do Alex são aqueles óculos que ele usa, que não deixam o moço ver o que se passa à volta dele.
Aquile bairro não passa do bairro da lata transformado e inde deve haver mais telemóveis e máquinas fotográficas por metro quadrado.
O grande problema são os moços (e moças) com menos de vinte anos, autenticos vândalos, roubam tudo na zona da fonte santa. Não há galinha que escape, até porcos já levaram para o bairro.

adelaide correia disse...

Ao ler os comentários, não consegui três coisas: ficar indiferente, ficar quieta, e não manifestar a minha opinião, assim gostaria de começar por agradecer ao café da avozinha a visibilidade que nos em dado (falo do Boa Onda). e em relação aos comentários: sabem quantas pessoas moram na Abelheira? à volta de 260 pessoas. Será justo generalizar? Será que no prédio,na rua, ou no bairro onde cada um de nós habita, não poderá haver um outro deliquente? Gostariamos que nos rotulassem de marginais?
De facto os Portugueses têm um País pequenino e uma mentalidade proporcional. Somos mesmo pequeninos e somos pequenos não só e mentaldade mas também de inteligencia, de alma e de coração.
Para mostrar "que sou boa pessoa" tenho de rebaixar os outros à minha volta! que triste!
E o mais engraçado é que se perguntarem a alguém se é preconceituoso ou racista, a resposta pronta é, invariavelmente que NÂO. Racista é o amigo, o vizinho, ou o primo, nunca ele próprio!Que mentira e que falsidade!
A minha filosofia de vida não se aplica só ao meu desempenho enquanto coordenadora do projecto Boa Onda, aplica-se em todo o lado numa tentativa, às vezes vã, de alterar DE FACTO mentalidades e fazer com que cresçamos todos como Seres Humanos melhores, mais integros, mais verdadeiros e Melhores.
(se me leram até ao final, aqui fica o meu muito obrigada!Bem-Hajam!)

adelaide correia disse...

yjnbyDe facto a Abelheira não é um paraíso, mas...existe algum paraíso na terra'? Quantas crianças são raptadas por dia? e nas "melhores zonas"...quantas crianças são violadas por dia? quantas mulheres são vitimas de maus tratos e violência? Quantos crimes se perpetuam por dia? quantos roubos acontecem por esse país fora?
A Abelheira não é um paraíso, mas também não pode ser o bode espiatório de todo o mal que acontece em Quarteira e arredores.Atenção um dia o seu vizinho de cima ou do lado assalta um banco ou mata a mulher e não gostaria que o seu predio passasse a ser conhcido como o prédio de ladrões e ou assassinos, pois não?

Anônimo disse...

Joao,
Concordo ctg quanto ao projecto Boa Onda ser algo de util na nossa cidade, acredito k há muitas crianças/jovens k podem beneficiar e muito desse projecto mas eu repito mais uma vez k essa mudança de atitude tb tem k partir deles..
Todos nos vivemos numa epoca em k tds enfrentamos dificuldades.. uns mais outros menos..
Quanto a Sra. D. Adelaide, respeito a sua opniao mas deixe-me dizer k eu nao generalizei.. O unico ponto k eu referi em k nao concordei foi no facto de NAO assumirem os problemas existentes no bairro.. "Paraiso, nao ha ladroes"..
De facto a minha mentalidade e inteligencia sekalhar sao do tamanho da minha carteira.. Pekena!!
Revolta-me muito, trabalhar para ter as minhas cenas tar a paga-las e ser assaltada por gente k nao faz nada da vida e dps andam de BM e Mercedes a passearem por Qrt..
Agr sao uns santinhos!!
lo0l
E a senhora tem k perceber k o grupinho da Abelheira (tds sabem de kem falo!)sao a imagem do bairro, logo nao pode xamar-nos de burros/racistas so pk nao temos boa opniao sobre o bairro..
Esse grupinho k va trabalhar e deixe de nos assaltar..
E acredite k nao estou a faze-los de bode expiatorio!! A minha opniao é formada por tdas as situaçoes da qual assiste e ate mesmo vitima de algumas..

Anônimo disse...

Se cabe aos jovens de Quarteira acertar as coisas em relação á nossa Cidadezinha então, é da inteira responsabilidade dos jovens desse bairro mostrarem que estão interessados em que a população os veja com os olhos.
Se o paraiso tem as prede tão pintadas e existem tantas motos e carros desmanchadas(saiba-se lá pra quê) então não me levem para lá.
Desgraça existe sim um pouco por todo o lado, agora deixo a perguntar no ar porque não conseguiram ficar lá as autoridades que foram destacadas para lá viverem quando foi construido.
Cumprimentos

Carlos disse...

Vivo perto do bairro, na rua das amendoeiras. O lote ao lado do meu não está construido, nem vedado. Esse é o local escolhido para abandonarem motoretas e carros roubados. Qd algum veículo por lá aparece alerto a GNR. A resposta deles é garantida: - Mais um roubo do grupo do bairro da abelheira!
Para que este clima acabe, os pais desses meninos deveriam dar o exemplo, educarem os filhos e não darem cobertura a estas situações. Depois disto, sim podem exigir dos outros o respeito merecido.
Enquanto não se derem ao respeito, não merecem o respeito dos outros.

O Café da Avozinha disse...

Nunca pensei que este tópico fosse tão polémico. Sem dúvida, que existe bem mas também existe mal, é a realidade do Bairro da Abelheira. Mas pelo que sei a situação no bairro é complicada e o Alexandre deve viver num paraiso dimensional paralelo á realidade existente. Agora o Alexandre talvés fale assim pois nunca deve ter sido assaltado, ao contrário de alguns utilizadores que aqui manifestaram o seu descontentamento.

Isto são situações muito complicadas que dificilmente conseguem ser resolvidas, mas é de louvar projectos como o "Boa Onda". POrque é quase um grito de esperança que mal se ouve entre as paredes do bairro. Não vão conseguir salvar todos, mas salvem aqueles que conseguirem e os que querem ser salvos. Bem estou a fazer disto uma visão quase Apocalíptica.

Mas... Vamos ter confiança nas pessoas, talvés isto mude para melhor.

Abraços.

Anônimo disse...

Fui roubado enquanto durmia no meu apartamento em Vilamoura, roubaram a mala com carteira, dinheiro, telemovel, chaves do carro, entraram pela janela,a seguir roubaram o carro que estava estacionado em frente ao apartamento, fiz queixa na gnr de vilamoura, os agentes disseram logo que o carro devia estar em Quarteira, alugamos um carro e fomos á procura, nunca imaginei ver tanto carro com aspecto de ter sido roubado, tantos carros abandonados, e tantos carros a serem guiados com gente com mau aspecto, cambada de ladroes, gente de bem, saiam de Quarteira, deixem essa cambada de vadios roubarem-se ums aos outros, quando derem cabo do turismo quero ver do que vivem, devia ser como em Cuba, cortar um braço a cada ladrao apanhado, era ver so maneta e coxos em Quarteira,e mesmo assim era pouco, vao trabalhar, gatunos, as pires ferias da minha vida, e ja estive nos 5 contnentes e nunca fui roubado.

Anônimo disse...

Fui roubado enquanto durmia no meu apartamento em Vilamoura, roubaram a mala com carteira, dinheiro, telemovel, chaves do carro, entraram pela janela,a seguir roubaram o carro que estava estacionado em frente ao apartamento, fiz queixa na gnr de vilamoura, os agentes disseram logo que o carro devia estar em Quarteira, alugamos um carro e fomos á procura, nunca imaginei ver tanto carro com aspecto de ter sido roubado, tantos carros abandonados, e tantos carros a serem guiados com gente com mau aspecto, cambada de ladroes, gente de bem, saiam de Quarteira, deixem essa cambada de vadios roubarem-se ums aos outros, quando derem cabo do turismo quero ver do que vivem, devia ser como em Cuba, cortar um braço a cada ladrao apanhado, era ver so maneta e coxos em Quarteira,e mesmo assim era pouco, vao trabalhar, gatunos, as pires ferias da minha vida, e ja estive nos 5 contnentes e nunca fui roubado.